Conhecimento verdadeiro?

Será possível saber que está a chover quando não está a chover? A resposta razoável é que não. E porquê? Porque a afirmação "Sei que está chover" implica que está a chover. É isto que significa dizer que o conhecimento é factivo.

Contudo, é evidente que muitas vezes pensamos que sabemos algo, mas estamos enganados: não sabemos o que julgávamos saber. Sócrates até considerava que era muitíssimo mais sábio do que os seus compatriotas porque estes pensavam saber quando não sabiam, ao passo que Sócrates sabia que não sabia. É a isto — julgar que sabemos quando não sabemos — que muitas pessoas sem formação filosófica chamam conhecimento falso; esta expressão, contudo, além de ser filosoficamente pouco rigorosa, é didacticamente desastrosa porque dá ao aluno a ideia errada de que há dois tipos de conhecimento: o verdadeiro e o falso. Ora, a verdade é que ou há conhecimento ou não há conhecimento, e quando há é sempre conhecimento de verdades, e quando não há, não se trata de conhecimento de falsidades. Saber que é falso que está a chover é muito diferente de saber falsamente que está a chover. Se for falso que está a chover, não é possível conhecer a falsidade "está a chover".

Falar de conhecimento verdadeiro e de conhecimento falso é como atribuir a validade a proposições e a verdade a argumentos: um sinal seguro de falta de rigor filosófico.

Significa isto que não encontramos expressões como "conhecimento verdadeiro" (ou, numa tradução mais adequada, "verdadeiro conhecimento") nos filósofos? Não. Claro que encontramos; seja porque o filósofo se enganou (talvez seja bom lembrar que os filósofos são seres humanos e por isso enganam-se), seja porque não se enganou mas não tem preocupações didácticas (nem tem de as ter), dado não estar a escrever para rapazes e raparigas de quinze anos. 

Nos contextos em que, hoje, queremos distinguir o conhecimento genuíno da mera aparência de conhecimento, usamos estas formas alternativas de expressão porque são a um tempo mais rigorosas e mais adequadas pedagogicamente.

Comentários

  1. Desculpe mas não entendi. Por que "conhecimento tem de ser sempre verdadeiro?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu texto não afirma que o conhecimento tem de ser sempre verdadeiro.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Dedução e indução

O universo da lógica

Filmes