A experiência e o juízo estéticos

Eis uma amostra do powerpoint sobre o Capítulo 7 de 50LF.


As músicas que acompanham os slides são estas:


Comentários

  1. Tenho visto em alguns sítios definir "objectivismo estético" como a posição segundo a qual há tal coisa como propriedades estéticas. Li isto num manual que não o 50 Lições, de que não me recordo o título.
    Ao ler essa definição pensava se não seria confusa a aplicação dos termos. Quanto a mim, preferia chamar "realismo estético" à ideia de que as propriedades estéticas são reais (talvez reais num sentido mais ou menos robusto de "independentes da mente") e reservar "objectivismo estético" para a ideia de que os juízos estéticos têm aspiração normativa justificada, ou seja, que podem ser verdadeiros ou falsos, melhores ou piores, que têm algum critério de sucesso. Na verdade, alguns autores que não são realistas acerca de propriedades estéticas aceitam a ideia de normatividade estética (ou "padrão do gosto"). Os dois principais exemplos são Hume e Kant.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Dedução e indução

O universo da lógica

Filmes